Referências

.

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Remo empata com o Paysandu em 1 a 1 e conquista o título do primeiro turno

Emoção até os 49 minutos do segundo tempo. Assim o Remo conquistou, neste domingo, dia 23, o título do primeiro turno do Campeonato Paraense 2014 ao empatar, novamente, com o Paysandu – o primeiro confronto terminou 0 a 0. O placar de 1 a 1 foi o suficiente para o Leão, que conquistou a vantagem de jogar por dois resultados iguais ainda na fase semifinal. Val Barreto abriu o placar nos 45 minutos iniciais e Zé Antônio deixou tudo igual no Estádio Olímpico do Pará, o Mangueirão.

O resultado deixou o Remo bem próximo de uma vaga na Série D do Brasileiro e garantido na Copa do Brasil de 2015.O time ainda tem o Nacional-AM pela frente pela Copa Verde. Um novo Re Pa pode ser disputado na semifinal da competição, caso as duas equipes consigam passar de fase. Ao Papão, resta pensar no segundo turno para ainda sonhar com o caneco estadual da temporada.
Paysandu melhor, mas Remo mais eficiente
O jogo começou truncado, com o Remo adiantando a marcação e dificultando a saída de bola do Paysandu. Mesmo assim, o Papão conseguiu penetrar com perigo na defesa adversária, principalmente explorando as laterais. Djalma e Bruninho, que jogavam improvisados, caiam bastante até a linha de fundo e, quando tinham oportunidade, seguiam em direção à pequena área do Leão, mas faltava objetividade.

Pelo outro lado, o Remo parecia esperar o melhor momento para atacar e deixava o tempo passar, já que tinha a vantagem do empate. A equipe apostava nos contra-ataques e tinham poder ofensivo reduzido. Trocava passes quando tinha a posse de bola, mas pouco oportunizou os atacantes Val Barreto e Ratinho. Apenas um lance tirou o “uh” da torcida nas arquibancadas. Foi depois que Charles tirou uma enfiada e deixou o jogador do Remo no chão.
O gol saiu justamente em uma jogada de velocidade. Ratinho recebe o cruzamento em profundidade, avança em direção a área do Paysandu, erra o passe, o zagueiro bicolor toca erradamente e Val Barreto ficou sozinho para empurrar para o fundo das redes: 1 a 0. O Papão ainda tentou responder, mas parecia ter sentido o gol. Mazola Júnior também reclamou bastante da falha de sua defesa, mas era tarde.

Mesmo levando o empate, Leão se aproveita da vantagem

O técnico bicolor voltou para o segundo tempo com duas mudanças. Ele colocou o garoto Rodrigo Moraes na vaga de Vanderson e Dênnis no lugar de Lineker. Com isso, o treinador deslocou Bruninho para o meio e Pikachu para a lateral, passando Djalma para ajudar na criação. As alterações surtiram efeito positivo e o empate quase saiu no começo da etapa complementar. A bola ficou solta na pequena área azulina e a defesa azulina salvou em dois lances consecutivos.


Já o Remo permaneceu com a mesma tática de aproveitar os contra-ataques em velocidade. Zé Soares, que havia entrado no lugar de Ratinho, teve a chance de ampliar, mas o toque saiu errado, a direita do gol da Matheus. Ao Paysandu, restava atacar. Se com a bola nos pés, o time não resolvia, o jeito foi tentar em lances aéreos. Em uma cobrança de escanteio, Zé Antônio desviou no primeiro pau e deixou tudo igual.
No começo da reta final, o Paysandu foi para o tudo ou nada. Lima ainda reclamou bastante de um pênalti não marcado pelo árbitro Wilson Luiz Seneme. A pressão continuou, mas ficou nisso.

fonte: globoesporte.com

Reações:

0 comentários:

Postar um comentário

T.O.R. - CMD MARAMBAIA
Comentários que não se adequem ao blog serão excluídos.

© T.O.Remista - Cmd Marambaia by Junior Nick. Tecnologia do Blogger.